Notícias

Compartilhe:

O Governo do Estado ainda trabalha na elaboração de uma proposta à reforma da Previdência, que consiga equacionar parte do déficit atuarial que está na casa dos R$ 149 bilhões. Um ponto que adiantei na semana passada, é que a isenção da contribuição praticamente vai acabar, pois até quem ganha um pouco acima dos 2 salários mínimos já terá que contribuir com 14%.

O governo aposta nessa nova receita para impactar a redução do déficit previdenciário, que ainda ficará em R$ 110 bilhões para que os próximos governos sigam com as reformas para reduzir o rombo.

Até a próxima semana a proposta chegará a Assembleia Legislativa que a pedido do presidente Mauro De Nadal (MDB), deverá trabalhar com celeridade para votar no menor prazo possível.

Diferente do regime geral, profissionais da educação e da segurança devem ter como idade mínima para se aposentar, 57 anos para as mulheres e 62 anos para os homens.

Via SC em Pauta – Coluna Marcelo Lula