Notícias

centromascara-800x530

Compartilhe:

Fiscalização ocorreu em Palhoça, nesta terça-feira (30), e contemplou a operação Bomba Suja, que já fechou oito estabelecimentos desde o ano passado

Um posto de combustível em Palhoça, na Grande Florianópolis, foi interditado, nesta terça-feira (30), por vender combustível adulterado. A ação contemplou a operação Bomba Suja, que já fechou oito estabelecimentos desde o ano passado.

Durante a fiscalização, o Procon atestou que a quantidade de etanol presente na gasolina comercializada pelo estabelecimento estava fora dos padrões exigidos pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), com concentração acima do permitido.

O órgão lacrou o posto e suspendeu as atividades por cinco dias. Além disso, o estabelecimento tem até 10 dias para apresentar justificativa para a prática abusiva. “Nosso papel é defender o direito do consumidor e autuar aqueles que tentam lesar a população”, afirma o diretor do Procon de Santa Catarina, Tiago Silva.

Em caso de descumprimento, segundo o órgão, a empresa está sujeita a sanções administrativas e multa.

Desde 2019, as punições para irregularidades em postos de combustíveis estão mais rigorosas. Dentre as consequências, o estabelecimento pode ficar fechado por até cinco anos, impedindo, inclusive, que o dono do local abra novas empresas do ramo durante o período.

Via ND+