Notícias

Compartilhe:

Um dos segmentos mais afetados pela pandemia, micro e pequenas empresas de Santa Catarina registram retomada do crescimento, ajudadas pelo êxito das vacinas. Segundo a pesquisa do Observatório de Negócios do Sebrae/SC, divulgada nesta quinta-feira, que 44,5% das empresas registraram crescimento de receita no segundo trimestre do ano e 61,3% dos empresários estão confiantes de que a economia segue trajetória de crescimento. O levantamento apurou também que 52% dos negócios do setor tiveram lucro enquanto 18% tiveram prejuízo.

 A sondagem foi realizada junto a 810 empresas de diversos setores econômicos no período de 5 a 25 de julho. Ela mostra que 24,2% das pequenas empresas ainda enfrentam queda de vendas devido à pandemia.

– O otimismo dos empresários para os próximos meses está maior, levando em um aumento de investimentos e consequente aumento de produtividade e geração de emprego e renda. Acreditamos que os próximos meses serão de retomada para os pequenos negócios – avalia Carlos Henrique Ramos Fonseca, superintendente do Sebrae/SC.

Considerando a retomada de vendas, o setor industrial registrou mais empresas em alta. Segundo a pesquisa, 47,6% das empresas industriais tiveram aumento de vendas, seguidas por 46,4% das empresas de serviços e 44,2% das empresas comerciais. A sondagem apurou também que quanto maior a empresa, melhor o desempenho. Do total das entrevistadas, 50,2% das pequenas cresceram enquanto 38,2% dos microempreendedores individuais tiveram recuo de atividade.

O segmento apontou também o peso da inflação. Entre as empresas entrevistadas, 52,5% apontaram alta de custos frente ao trimestre anterior e apenas 19,6% conseguiram manter preços sob controle.

Via NSCTotal – Coluna Estela Benetti