Notícias

mulheres_empreendedoras_empresas_aberto_20210325_1087125839

Compartilhe:

Santa Catarina registrou aumento no número de novas empresas no primeiro bimestre de 2021. Segundo dados apresentados pela Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), o Estado contabilizou um saldo de 25.260 novos negócios no período. O resultado representa incremento de 39% em relação ao mesmo período do ano passado (18.057).

“Nossa prioridade, desde o início da pandemia, foi a saúde dos catarinenses. Mas, com equilíbrio e regramento para retomada das atividades, conseguimos avançar e promover o desenvolvimento econômico no estado”, ressalta o governador Carlos Moisés.

O comércio de reparação de veículos automotores e motocicletas liderou o ranking, com 8.659 novas empresas, seguido da indústria de transformação (4.502). Logo após vem a construção (3.551); alojamento e alimentação (3.025); outras atividades de serviços (2.968); atividades profissionais, científicas e técnicas (2.721); transporte, armazenagem e correio (2.675); atividades administrativas e serviços complementares (2.586); educação (1.516); informação e comunicação (981); entre outras.

“Com quase 40% a mais de empresas neste ano, em relação a 2019, Santa Catarina mostra sua veia empreendedora. Temos uma força de trabalho resiliente que supera as adversidades, os desafios e que acredita no Estado. Os números mostram o potencial catarinense para quem quer investir e empreender. O Governo de Santa Catarina busca cumprir seu papel de criar ações que fortaleçam o desenvolvimento, como por exemplo, investir na liberdade econômica, criando um ambiente ágil, próspero e simplificado para abertura de empresas”, pontua o secretário da SDE, Luciano Buligon.

Segundo o presidente da Jucesc, Gilson Bugs, a integração da Junta com os municípios, sendo 292 até agora, além da implementação do SC Bem Mais Simples estão contribuindo com o ambiente econômico do Estado.

“Todas as mudanças que a Jucesc já realizou para reduzir a burocracia e dar agilidade aos processos, conforme determinação do governador Carlos Moisés ainda no início da gestão, contribuíram para este crescimento, mesmo em tempo de coronavírus. Somos um Estado empreendedor e sairemos antes dos outros desta crise. Mais empresas têm como consequência direta o aumento do número de emprego”, comenta Bugs.

Atualmente, o Estado catarinense conta com 986.123 empresas ativas.

Natureza jurídica

O levantamento da Jucesc de janeiro e fevereiro de 2021 abrange empresas de todas as naturezas jurídicas. Entre os destaques está o Microempreendedor Individual (MEI), que representa 80% das constituições (29 mil). Em segundo lugar, estão as Limitadas (LTDA), com 6 mil, que representam 12% do total. Nas demais classificações estão Empresário, Eireli, entre outras.

Quando se trata do porte, Santa Catarina conta com 34.332 Microempresas (ME) ativas, conforme relatório dos dois primeiros meses do ano e 858 Empresas de Pequeno Porte.

Ranking dos 10 municípios com novas empresas constituídas

Considerada a segunda melhor cidade do Brasil para empreender, de acordo com o Índice de Cidades Empreendedoras (ICE) 2020, Florianópolis, está no topo com mais empresas constituídas no primeiro bimestre do ano, com 3.824 empreendimentos. De acordo com a Associação Brasileira de Startups (ABStartups), o município concentra o maior número de startups do Brasil – quando analisado em relação à população.

Joinville registrou 3.013 novas empresas em janeiro e fevereiro deste ano. Na sequência estão Blumenau (2.149), Itajaí (1.684), São José (1.604), Palhoça (1.303), Balneário Camboriú (1.087), Chapecó (1.084), Criciúma (959) e Jaraguá do Sul (940).

Jucesc em números

Com uma média de 1,2 mil análises realizadas diariamente, a Jucesc proporciona aos usuários a facilidade de usar o sistema 100% digital, que está disponível 24 horas por dia, durante todos os dias da semana, incluindo feriados e finais de semana.

 

Via SEF/SC