Notícias

Compartilhe:

Estudo mostra ainda que 75% do montante recuperado iria para países desenvolvidos membros da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que a Tax Justice acusa de serem responsáveis por dois terços dos abusos fiscais corporativos

O plano do presidente dos EUA, Joe Biden, para as multinacionais pagarem imposto mínimo global de 21% sobre seus lucros pode permitir aos governos recuperar US$ 640 bilhões por ano se for bem implementado, segundo estudo da Tax Justice Network, ONG focada em questões tributárias.

No entanto, a análise da ONG conclui que uma “fraca” aplicação da taxação mínima global sobre as multinacionais diminuiria substancialmente o montante recuperado de lucro hoje transferido para paraísos fiscais. Ao mesmo tempo, 75% do montante iria para países desenvolvidos membros da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que a Tax Justice acusa de serem responsáveis por dois terços dos abusos fiscais corporativos.

 Lançadas após a grande crise financeira mundial há uma década, as negociações por um novo acordo global tributário foram desbloqueadas agora com a proposta de Biden tanto para redistribuição de lucros sobre as maiores múltis digitais como pelo apoio a uma taxa mínima global. Washington necessita de recursos para levar adiante seu ambicioso programa de investimentos em infraestrutura de US$ 2,3 trilhões.

Via Valor Invest