Notícias

Compartilhe:

Time econômico destacou a existência de riscos fiscais adiante ao cortar sua previsão de receitas

O governo anunciou um contingenciamento de 29,8 bilhões de reais nas despesas para garantir o cumprimento da meta fiscal deste ano, destacando a existência de riscos fiscais adiante ao cortar sua previsão de receitas, conforme relatório bimestral de receitas e despesas divulgado nesta sexta-feira pelo Ministério da Economia.

No documento, o time econômico reduziu a receita líquida esperada pelo ano em 26,182 bilhões de reais, a 1,274 trilhão de reais. Já a estimativa de despesas foi revisada para cima em 3,611 bilhões de reais, a 1,442 trilhão de reais.

Em relação aos parâmetros econômicos, o relatório diminuiu a projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) a 2,2 por cento este ano, sobre 2,5 por cento antes. Já o cálculo para a inflação medida pelo IPCA foi a 3,8 por cento, sobre 4,2 por cento.

A meta de rombo primário deste ano é de 139 bilhões de reais para o governo central (Tesouro Nacional, Banco Central e Previdência), dado consecutivo no vermelho, ressaltando o forte desequilíbrio fiscal do país.

Via DCI