Notícias

Slide1

Compartilhe:

Nesta quarta-feira, 24 de março, a Fenafisco, representada pelo diretor Celso Malhani, somou esforços junto a diversas entidades sindicais, durante o Dia Nacional em Defesa do Serviço Público, em protesto contra a reforma administrativa e pela manutenção e fortalecimento do setor público.

O ato virtual transmitido ao vivo, organizado pelo Fórum das Carreiras de Estado – Fonacate, em parceria com a Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público – Servir Brasil e pelo Movimento Basta, contou com a participação de diversos parlamentares engajados na luta pela valorização dos servidores.

Em sua fala Malhani lamentou os índices alarmantes de mortes decorrentes da pandemia de Covid-19 e teceu duras críticas à PEC 32/2020.

“Nossa gente está morrendo de uma moléstia, sem ter direito ao atendimento hospitalar. Em Porto Alegre, temos mais de 300 pessoas na fila de uma UTI, e o nosso governo, até então, voltado a priorizar uma reforma que extermina o futuro do serviço público no Brasil, contra a sociedade e contra o servidor. Mobilizem! É preciso lutar por uma verdadeira reforma, que o Brasil precisa hoje, que é a reforma tributária, aquela que através do tributo vai permitir a redução das desigualdades no Brasil”, disse.

Na oportunidade, o coordenador da Servir Brasil, o deputado Prof. Israel (PV/DF) informou que a Frente conseguiu do relator da PEC 32/2020 na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados, Darci de Matos (PSD/SC), o compromisso de realização de audiências públicas para ouvir o maior número de entidades de classe possível.

Segundo o parlamentar, a Servir Brasil também apresentou ao relator da PEC estudos sobre inconstitucionalidades da matéria. O assunto também foi levado pela Frente ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP/AL).

Além de Prof. Israel, fortaleceram o ato os deputados: Alessandro Molon (PSB/RJ), André Figueiredo (PDT/CE, líder da Oposição), Enio Verri (PT/PR), Érika Kokay (PT/DF), Felício Laterça (PSL/RJ), Glauber Braga (PSOL/RJ), José Guimarães (PT/CE, líder da Minoria), Emanuel Pinheiro Neto (PTB/MT), Paulinho da Força (SD/SP), Paulo Teixeira (PT/SP), Sâmia Bomfim (PSOL/SP), Tadeu Alencar (PSB/PE), e o senador Paulo Paim (PT/RS).

Durante a live, o Fonacate lançou ainda o livro “Rumo ao Estado Necessário: críticas à proposta de governo para a Reforma Administrativa e alternativas para um Brasil republicano, democrático e desenvolvido”, organizado por Rudinei Marques, presidente do Fórum, e José Celso Cardoso Júnior, coordenador da Comissão de Estudos do grupo.

(Com informações da Ascom SINAIT)

Via Fenafisco