Notícias

Compartilhe:

Após a aprovação da reforma da Previdência, existe uma convergência de forças políticas no Brasil a favor da aprovação da reforma tributária. Afinal, a legislação do país para o setor é uma das piores do mundo. Em Santa Catarina, a Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas (Fampesc) e o Sindicato dos Fiscais da Fazenda do Estado (Sindifisco-SC) se uniram em defesa das mudanças na área. Vão discutir em janeiro uma agenda conjunta de trabalho e ações em defesa da reforma tributária com justiça social. A parceria foi firmada entre os presidentes das duas entidades, Alcides Andrade (D), da Fampesc, e José Antônio Farenzena (E), do Sindifisco em reunião na última sexta-feira.

– Em eventos da Fampesc e do Sindifisco, podemos levar informações do nosso segmento e ouvir os auditores fiscais sobre seu trabalho, em uma aproximação pelo bem de Santa Catarina – afirmou Andrade

Segundo o líder da Fampesc, essa decisão de trabalhar junto ocorre porque há um ponto de vista em comum sobre o sistema tributário brasileiro que, de acordo com o presidente da Fampesc, “é uma máquina de produzir desigualdade social”.

Em nível federal, como a reforma tributária foi eleita prioridade pelos parlamentares, tudo indica que o governo terá dificuldades para aprovar outra reforma importante, que é a PEC Emergencial, para reduzir os altos gastos com salários e outros vantagens a determinados grupos de servidores federais.

Via NSCTotal – Coluna Estela Benetti – 24/12/2019