Notícias

Compartilhe:

A economia de Santa Catarina registrou em fevereiro recuo de -0,1% na atividade frente ao mês anterior, janeiro, o que significa estabilidade, mostra o Índice de Atividade Econômica Regional (IBCR-SC). O indicador é do Banco Central do Brasil e também é considerado uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB). Na comparação com o mesmo mês de 2021, SC cresceu 1,1% e nos últimos 12 meses avançou 6,8%.

Os dados foram apresentados pelo Observatório Fiesc, da Federação das Indústrias de SC. Segundo a entidade, apesar da leve queda, a economia de SC mostrou em fevereiro nível de atividade 3,5% acima do período pré-pandemia.

Considerando os demais estados, Santa Catarina ficou em terceiro lugar no ranking das economias que mais cresceram nos últimos 12 meses até fevereiro. O Espírito Santo liderou com alta de 9,0%, seguido pelo Rio Grande do Sul, com 7,0%.

O Brasil, segundo o IBC-BR, cresceu 4,8% em 12 meses, 0,3% em fevereiro frente a janeiro e 0,7% na comparação com o mesmo mês de 2021. O índice de atividade é calculado principalmente com base nas pesquisas mensais do IBGE para indústria, comércio e serviços.

A propósito, esta pesquisa de fevereiro está saindo agora, com atraso de um mês em função do movimento grevista dos servidores do Banco Central do Brasil. Neste mês, deveria estar sendo divulgado o IBCR-SC de março.