Notícias

Compartilhe:

Dados do IBGE mostram que todas as regiões de SC tiveram crescimento de PIB em 2020

Puxado por Itajaí e Blumenau, o Vale do Itajaí segue sendo a principal fonte da riqueza gerada por Santa Catarina. A soma do Produto Interno Bruno (PIB) dos 54 municípios que compõem a região atingiu R$ 106 bilhões em 2020, acréscimo de 8,8% frente a 2019, de acordo com os dados mais recentes do IBGE, divulgados em dezembro.

Em números absolutos, o Vale acrescentou mais R$ 8,6 bilhões ao seu PIB. É a maior cifra entre as seis grandes regiões catarinenses, mas não o maior crescimento proporcional. Nesta categoria, quem se destacou foi o Oeste. Com 118 municípios, a região cresceu 12,6% entre 2019 e 2020, atingindo uma soma de riquezas de R$ 61,3 bilhões.
No ranking regional, o Norte aparece entre o Vale e o Oeste na segunda posição, com PIB de R$ 78,1 bilhões em 2020 – apenas Joinville é responsável por quase metade deste montante. Depois vêm a Grande Florianópolis (R$ 48,9 bilhões), o Sul (R$ 38,6 bilhões) e a Serra (R$ 16,1 bilhões).

Os números do IBGE mostram que todas as regiões catarinenses cresceram em 2020 e agregaram mais riqueza aos seus respectivos PIBs. A média foi de 7,8%. Apenas a Grande Florianópolis teve desempenho pior (+1,45%), influenciada pela queda de 3% do PIB da Capital, o maior da região e o terceiro maior do Estado.

Fonte: IBGE
Em termos de participação na economia local, o Vale permanece a frente ao responder por 30,3% do PIB catarinense em 2020. Depois aparecem o Norte (22,3%), o Oeste (17,5%), a Grande Florianópolis (14%), o Sul (11%) e a Serra (4,6%).

Via NSC Total – Coluna Pedro Machado