Notícias

Compartilhe:

Fiscos dos dois estados miram 66 alvos em 18 cidades fluminenses.

As secretarias de Fazenda dos estados do Rio de Janeiro e de São Paulo iniciaram nesta quarta-feira (24) uma operação conjunta contra um esquema que sonegou pelo menos R$ 600 milhões em ICMS, o imposto sobre circulação de produtos e serviços.

Segundo as investigações do Fisco paulista, empresas “noteiras” que atuavam em SP migraram para o Rio.

Essas firmas, a maioria fantasma, emitiram R$ 5,4 bilhões em notas fiscais “frias“ nos últimos 12 meses, afirmam os fiscais.

Auditores foram a endereços das empresas para verificar se existem ou não. São 66 alvos em 18 cidades fluminenses.

Em Xerém, em Caxias, na Baixada Fluminense, uma vila abandonada seria sede de uma firma que, segundo o Fisco, emitiu R$ 11 milhões em notas.

Esta reportagem está em atualização.

Via G1