Destaque

SCPREV 08.09.21 (1)

Compartilhe:

Grupo de trabalho criado pelo Sindifisco/SC está analisando a proposta e deve sugerir melhorias ao PLC encaminhado à Alesc no final de agosto

Atendendo a convite do Sindifisco/SC, a diretoria da SCPREV participou nesta quarta-feira (8/9) de bate-papo virtual com cerca de 60 auditores fiscais. Durante pouco mais de duas horas de conversa, os filiados tiraram dúvidas sobre a criação do Programa de Incentivo à Migração (PIM) para o Regime de Previdência Complementar. A proposta do Executivo está tramitando no Legislativo desde o início de setembro e é vista como uma compensação aos servidores públicos estaduais diante das mudanças impostas pela Reforma da Previdência.

Presidente do Sindifisco/SC, o auditor fiscal José Antônio Farenzena ressaltou a importância que o tema aposentadoria tem para a categoria, especialmente com as novas regras do sistema previdenciário catarinense. A exemplo do que ocorreu com a Reforma da Previdência, o Sindifisco está analisando o projeto que cria o PIM e deve sugerir melhorias e ajustes ao Executivo e Legislativo. A carreira defende, por exemplo, que os servidores que já aderiram à SPPREV no passado também devem ter direito ao benefício – a alternativa não está prevista na proposta original.

“É muito importante trazer luz às questões que envolvem a Previdência Complementar e disponibilizar todas as informações aos auditores fiscais para que cada um tenha segurança para analisar, fazer suas contas e decidir se deve ou não migrar para a SCPREV”, disse Farenzena.

Diretor-presidente da SCPREV, Célio Peres disse que o Sindifisco/SC foi o primeiro a procurar informações sobre o Regime de Previdência Complementar e colocou toda a sua estrutura à disposição da categoria para realizar cálculos e esclarecer dúvidas sobre o benefício. “É importante que esse diálogo com as carreiras ocorra agora, paralelamente à tramitação do PLC na Alesc”, ressaltou.

Peres também falou sobre os dispositivos que vêm gerando dúvidas entre o funcionalismo – como a averbação da contribuição, que deve levar em conta o tempo e não o valor. Outra dúvida recorrente é sobre o salário que será levado em conta na adesão: deve ser o último antes da migração. A equipe da SCPREV disponibilizou um FAQ (clique aqui para ler – https://scprev.com.br/adesao-patrocinada/) para responder às principais dúvidas dos servidores. Na mesma página também é possível simular o valor do benefício especial.

QUEM PARTICIPOU – Além do presidente Farenzena, participaram da reunião virtual os diretores Fabiano Dadam Nau (Administrativo), Leandro Luiz Darós (Financeiro), Thiago Chaves (Comunicação) e Eduardo Lobo (Relações Parlamentares e Institucionais).

Pela SCPREV, além do diretor-presidente, participaram o diretor Carlos Augusto Alperstedt Neto (Investimentos), a coordenadora Débora Noetzold dos Santos (Seguridade), o assessor Marcelo de Oliveira Santos (Gestão Estratégica) e os consultores Sandro Tentardini de Almeida e Silvia Flores Bueno.

Capturar

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DO SINDIFISCO/SC