Notícias

Compartilhe:

Resultados positivos de emprego e movimentação econômica devem confirmar Santa Catarina como o terceiro estado mais rico do Brasil ao fim deste ano, considerando o PIB per capita. O Estado deve desbancar o Rio de Janeiro, que hoje ocupa a posição. Essa confirmação virá com a divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) dos estados, que geralmente é feita pelo IBGE em novembro. Os dados são retroativos a dois anos – no caso, 2020 – e, desta vez, incluirão o período de pandemia.

Atualmente, de acordo com o PIB per capita de 2019, que foi divulgado pelo IBGE no fim do ano passado, SC é o quarto estado mais rico do Brasil. O PIB por habitante de R$ 45.118,41, só um pouco atrás do Rio de Janeiro, que é de R$ 45.174,08. O Distrito Federal lidera o ranking, com um PIB per capita de R$ 90.742,75, seguido por São Paulo com R$ 51.140,82.

Entre as duas últimas divulgações do PIB per capita, SC já havia diminuído a diferença para São Paulo e Rio de Janeiro. Nos dados de 2018 (divulgados em 2020), o PIB por habitante catarinense estava R$ 8.179 e R$ 3.860 abaixo desses dois estados, respectivamente. Em 2019, SC reduziu a diferença para SP, que ficou em R$ 6.022, e encostou no RJ, com apenas R$ 55 separando os estados fluminense e catarinense na análise do PIB per capita.

Para 2020 e 2021, a confirmação da taxa de desemprego catarinense como a menor do país, de acordo com o IBGE, deve ajudar no ranking. Com menos da metade da população do RJ, Santa Catarina gerou 203 mil empregos formais nos dois últimos anos, em meio à pandemia. Foram 29 mil no estado do Sudeste.

Via NSCTotal – Coluna Dagmara Spautz