Notícias

Compartilhe:

Estado catarinense ficou atrás apenas do vizinho Rio Grande do Sul, que despontou na liderança do ranking sobre avanços econômicos no Brasil

O crescimento de 6,4% da economia catarinense garantiu a Santa Catarina o segundo lugar no ranking de avanços econômicos do Brasil em 2021. A alta é registrada em comparação a 2020, conforme o IBC (Índice de Atividade Econômica), apurado pelo Banco Central.

O Estado só ficou atrás do Rio Grande do Sul, que liderou a lista com alta de 12,2%. A média do Brasil foi de 4,5%. O índice é considerado uma prévia do PIB (Produto Interno Bruto).

As análises foram feitas pelo Observatório Fiesc, que ainda aponta um crescimento expressivo do setor de indústrias catarinenses em 2021, a maior do país.

A atividade industrial catarinense foi impulsionada, sobretudo, por setores de alta intensidade tecnológica, conforme os relatórios da pesquisa. Esse resultado sustentou os níveis de produção em patamar de pré-pandemia ao longo do ano.

Além disso, a expansão do setor da construção e a alta da demanda externa por itens industriais também tiveram papel importante para o aquecimento da economia industrial catarinense.

Outro destaque no bom desempenho econômico é o  setor de serviços. Este, que teve expansão de 14,8% em 2021, bateu a média de crescimento nacional de 10,9%, com destaque nas atividades turísticas e nos serviços prestados às famílias.

Apesar disso, as duas atividades se encontram em nível abaixo do pré-pandemia.

Via ND+