Notícias

Compartilhe:

Santa Catarina acompanhou o ritmo nacional da economia e criou menos empregos em outubro que nos meses anteriores. O Estado fechou o mês com saldo de 6.866 novas vagas, enquanto em setembro abriu 15.005 e em agosto 10.223.

No Brasil, foram geradas 159.454 novos postos de trabalho, 42% menos do que no mês anterior. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados hoje pelo Ministério do Trabalho.

Em SC, a liderança ficou com o setor de serviços, que teve saldo de 4.031 empregos, seguido pelo comércio com 2.840 e a agropecuária, com 308. A indústria registrou no mês o fechamento de 326 vagas e a construção civil, de 13 vagas. No ano, SC acumula saldo positivo de 124.642 novos empregos, 5,51% mais que no mesmo período do ano passado.

No caso dos serviços, o setor turístico continua impulsionado pela reabertura em função da retração da Covid-19 e pela temporada. O saldo de vagas no segmento de hospedagem e alimentação em outubro chegou a 1.079. Em segundo lugar ficou o setor de transportes e armazenagem, com 917 vagas, seguido por administração pública 914 e serviços administrativos 677.

Sobre os municípios que mais criaram vagas, a liderança ficou com Itajaí, que teve saldo positivo de 799, seguido por Balneário Camboriú (429), Joinville (332), Blumenau (272), Jaraguá do Sul (253), Palhoça (246) e Criciúma (222). Tubarão com -165 e São José, com -125 foram os que mais fecharam vagas em outubro no Estado.

Esse ritmo menor de empregos resultou do impacto do período eleitoral (segundo turno) e de fatores econômicos como inflação e juros altos. O mês de novembro, em função das festas de final de ano e início da temporada, deve abrir mais postos de trabalho em SC.

Via NSCTotal – Coluna Estela Benetti