Notícias

Compartilhe:

Por outro lado, nove dos 15 locais pesquisados no Brasil tiveram expansão frente ao mês anterior

Santa Catarina foi o Estado do país que teve a maior queda na produção industrial em março, de acordo com dados divulgados pelo IBGE nesta quinta-feira (10). A retração foi de 3,8% frente a fevereiro. Por outro lado, nove dos 15 locais pesquisados no Brasil tiveram expansão se comparado ao mês anterior (veja ranking abaixo).

No acumulado do ano, Santa Catarina teve recuo de 8,9% na produção industrial no primeiro trimestre de 2022 em relação ao mesmo período de 2021. O resultado é o 13º entre os 15 locais pesquisados nessa comparação. A fabricação de produtos têxteis é a atividade que teve a maior queda no ano (-25%).

Apenas três das 12 atividades pesquisadas acumulam variações positivas no primeiro trimestre: fabricação de produtos de madeira (2,8%), fabricação de produtos minerais não-metálicos (1,4%) e fabricação de produtos alimentícios (0,1%).

Produção industrial no Brasil

Enquanto Santa Catarina registrou recuo na produção industrial em março, a média de crescimento no país foi positiva: 0,3%. O estado que teve a maior alta foi São Paulo (8,4%). Veja o ranking:

  1. São Paulo: 8,4%
  2. Ceará: 3,8%
  3. Mato Grosso: 2,8% 
  4. Minas Gerais 2,4%
  5. Rio de Janeiro 2,1%
  6. Nordeste 1,8%
  7. Paraná 0,6%
  8. Amazonas 0,3%
  9. Bahia 0,1%
  10. Goiás -0,2%
  11. Rio Grande do Sul -0,3%
  12. Pernambuco -1,1%
  13. Espírito Santo -3,0%
  14. Pará -3,3%
  15. Santa Catarina -3,8%

Via NSCTotal