Notícias

Compartilhe:

Indústria foi o setor que mais criou vagas; comércio teve saldo negativo

Santa Catarina criou 23.358 empregos formais em janeiro, e apresentou o segundo melhor resultado no ranking nacional, atrás apenas de São Paulo. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, divulgados nesta quinta-feira (10). 

O número de empregos formais, com carteira assinada, representa a diferença entre contratações (137.307) e demissões (113.949) em janeiro de 2022.

A maior parte das vagas abertas em SC foi na indústria (12.842), seguida dos serviços (6.429), agropecuária (3.478) e construção (3.438). O único segmento com desempenho negativo foi o comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas: foram fechadas 2.829 vagas.

As cidades que mais abriram vagas foram Florianópolis (1.706), Itapema (1.646) e Joinville (1.529). Fraiburgo aparece na quarta posição (1.518). A cidade do Meio-Oeste catarinense costuma registrar alta nesta época do ano, por conta da contratação temporária de funcionários para a colheita da maçã.  

Veja as 10 cidades de SC que mais abriram vagas  

  • Florianópolis: 1.706
  • Itapema: 1.646
  • Joinville: 1.529
  • Fraiburgo: 1.518
  • Blumenau: 1.244
  • Itajaí: 915
  • Chapecó: 908
  • Caçador: 701
  • Monte Carlo: 690 
  • Jaraguá do Sul: 624 

Empregos no Brasil  

O Brasil criou 155.178 vagas de emprego com carteira assinada em janeiro de 2022. Os números são melhores que os de dezembro de 2021, quando houve fechamento de 281.792 vagas. Já na comparação com janeiro do ano passado, o resultado do primeiro mês deste ano é pior. Em 2021, o saldo foi de 254.323 empregos formais.

Via Diário Catarinense