Notícias

Compartilhe:

Em 1968, o Estado catarinense foi pioneiro ao criar a Fundação Catarinense de Educação Especial, primeira instituição pública estadual do país responsável pela definição e coordenação de políticas de Educação Especial que, ao longo da sua trajetória, se distinguiu ao realizar estudos e ações com foco em uma educação de qualidade e inclusiva.

Santa Catarina sempre se destacou ao promover ações e políticas na área da Educação Especial, sendo considerado um dos mais inclusivos do Brasil.

“Vamos olhar para a Educação Especial com a atenção que ela merece, pois ela é a porta de entrada para que a inclusão aconteça. O aluno com deficiência precisa estar na sala de aula e ter junto um atendimento especializado e é este trabalho que a Fundação realiza. A FCEE terá todo nosso apoio para que faça ainda mais”, destacou o governador Jorginho Mello.

Para o ano de 2023, o Governo disponibilizou mais de R$ 547 milhões para a FCEE no orçamento estadual.

“A Fundação é pioneira na inclusão em todo Brasil. A Fundação repassa recursos para fomento e manutenção das instituições especializadas, mas também tem um papel importante na inclusão educacional dos alunos com deficiência na rede estadual de ensino. Há muitos anos garantimos o atendimento de qualidade a esses alunos com a permanência do segundo professor em turmas com alunos incluídos. A Fundação é ainda destaque, de maneira geral, pelas políticas de formação e qualificação nesse atendimento em todo o estado”, relatou a presidente da FCEE, Jeane Rauh Probst Leite.

Foto: Divulgação / FCEE

O público alvo da Educação Especial em Santa Catarina é formado por pessoas com:

  • atraso global do desenvolvimento;
  • deficiência (visual, auditiva, intelectual, física e múltipla);
  • transtorno do espectro autista;
  • transtorno do déficit de atenção/hiperatividade;
  • altas habilidades/superdotação.

Em seu campus em São José, na Grande Florianópolis, a FCEE conta com 10 Centros de Atendimento Especializado, que são espaços de estudos, discussões, atendimentos e pesquisas em suas respectivas áreas de atuação. Cerca de 400 servidores trabalham no campus, onde são realizados cerca de 600 atendimentos diários.

Em todas as regiões de Santa Catarina, a FCEE mantém parcerias com 245 instituições especializadas em educação especial para o atendimento pedagógico (entre Apaes, AMAs, associações de surdos, deficientes físicos e outras), beneficiando cerca de 27 mil pessoas com deficiência.

Via Governo do Estado de SC