Notícias

Compartilhe:

Segundo dados do IBGE, alta foi impulsionada pelo setor de serviços, um dos mais impactados na pandemia

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresceu 1% no primeiro trimestre de 2022, em relação ao quarto trimestre de 2021. Quando comparado com o mesmo trimestre do ano passado, o PIB apresentou aumento de 1,7%.

No acumulado dos quatro trimestres terminados em março de 2022, a economia brasileira subiu 4,7%, comparada ao mesmo período imediatamente anterior. Os números foram divulgados na manhã desta quinta-feira (2/6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado do primeiro trimestre segue a trajetória de alta iniciada no terceiro trimestre de 2021, após um recuo no segundo semestre do ano passado (-0,2%).

01

Segundo o IBGE, em valores correntes, o PIB no primeiro trimestre de 2022 totalizou R$ 2,2 trilhões.

O PIB é a soma de todos os bens e serviços finais produzidos no país, e também constitui o indicador mais utilizado para medir a evolução da economia.

Por setores, houve queda na agropecuária (-0,9%), estabilidade na indústria (0,1%) e elevação dos serviços (1,0%). Este último, um dos mais impactados pela pandemia de Covid-19, foi o que impulsionou o resultado do trimestre. O segmento de serviços representa 70% do PIB do país.

Projeções

A atual projeção do Ministério da Economia para o PIB de 2022 está em 1,5%. Em boletim divulgado em 19 de maio, a pasta avaliou que, neste ano, “tem ocorrido a retomada no setor de serviços e a ampliação dos investimentos, o que tem se refletido na robusta recuperação do mercado”.

Já a projeção do Banco Central (BC) está em 1%. O percentual pode sofrer ajustes no próximo relatório de inflação, documento publicado a cada três meses, com balanços sobre a inflação e previsões de indicadores econômicos.

Em 2021, o PIB do país registrou um crescimento de 4,6%, totalizando R$ 8,7 trilhões. Esse avanço recuperou as perdas de 2020, quando a economia brasileira encolheu 3,9% devido à pandemia.