Notícias

Compartilhe:

O planejamento estratégico do Ministério dos Transportes ignora de forma inaceitável os produtores e exportadores de Santa Catarina. Todos os projetos de rodovias e ferrovias, vitais para a logística do comércio exterior, excluem os portos catarinenses. Revelação do diretor da Câmara de Transporte e Logística da Fiesc, Egidio Martorano, durante evento que tratou dos problemas do setor produtivo no Oeste.

Vai piorar

Martorano exibiu outra projeção dramática para a mobilidade nas rodovias catarinenses. Com os investimentos que estão sendo feitos nos portos de Santa Catarina, em 2020 circularão por dia 21.096 caminhões. Isto representa 879 carretas por dia e 15 por minuto. Lembrou que os portos de Santa Catarina ocupam o segundo maior índice do Brasil em movimentação de contêineres. Mesmo assim, continua ignorada pelo governo federal.

Via NSCTotal – Coluna Moacir Pereira