Notícias

Compartilhe:

IPCA foi impactado principalmente pela alimentação e transportes, segundo dados do IBGE

A inflação do Brasil medida pelo IPCA teve alta de 1,06% em abril, após ter alcançado 1,62% em março. Apesar de ter desacelerado, esse foi o maior resultado para o mês de abril desde 1996, quando havia registrado 1,26%. Os dados foram divulgados pelo IBGE nesta quarta-feira (11).

Em abril, os principais impactos vieram de alimentação e bebidas – maiores variação (2,06%) e impacto (0,43 p.p.); e dos transportes – alta de 1,91% e 0,42 p.p. de impacto. Juntos, os dois grupos contribuíram com cerca de 80% do IPCA de abril.

No caso dos transportes, a alta foi puxada, principalmente, pelo aumento nos preços dos combustíveis que continuaram subindo (3,20% e 0,25 p.p.), assim como no mês anterior, com destaque para gasolina (2,48%), produto com maior impacto positivo (0,17 p.p.) no índice do mês.

Via Diário Catarinense