Notícias

Compartilhe:

Nesta semana representantes do governo do Estado do Paraná vieram à Santa Catarina para conhecerem de perto o modelo de gestão catarinense com base em indicadores de desempenho, coordenado pela secretaria de Estado da Administração- SEA e construído à partir de 2019, em conjunto com todos os órgãos do poder Executivo estadual. Na visita, o Superintendente de Desempenho Governamental do Paraná, João André Sarolli, também visitou a sede da empresa de tecnologia responsável pelo desenvolvimento do software utilizado no modelo de gestão.
“Em conversas com especialistas de renome nas áreas de gestão e economia, dividimos a vontade de basear a gestão pública do nosso estado em um modelo de indicação por desempenho, e recebemos a orientação de que Santa Catarina é referência nacional neste quesito. Assim, buscamos agendar o compromisso aqui e trocar experiências sobre o modelo e a ferramenta utilizada pelo governo catarinense para a operacionalização dessa estratégia,” afirmou.

Durante a apresentação técnica sobre os indicadores de desempenho, o coordenador do programa em Santa Catarina, Giovanni Pacheco, destacou a importância de estabelecer prioridades ao implantar o modelo por indicadores. “Agir primeiro nas áreas com maior gap de desempenho é o melhor caminho a ser trilhado. E isto só se consegue quando o governo é técnico e sério, resolvendo realmente o que precisa ser realizado com base em fatos e estatísticas”. Ele disse que o modelo é construtivista, passando por constantes revisões e melhorias, para se adaptar à realidade. “Cada estado tem suas particularidades, suas fraquezas e forças, por isso é tão importante conhecer as demandas de cada área antes de implementar a ferramenta.”
Como em Santa Catarina o modelo de gestão engloba a área de desenho de processos e de projetos firmados pelo governo, também participaram da agenda as equipes dos Escritórios de Processos- Eproc, da SEA, e do Escritório de Projetos- Eproj, este ligado ao gabinete do governador.

 

Via SEA SC