Notícias

Compartilhe:

Santa Catarina fechou 2022 com mais dinamismo no comércio exterior. As exportações chegaram a US$ 11,97 bilhões, 16,2% mais do que em 2021, e as importações alcançaram US$ 28,99 bilhões, 16,3% superiores frente ao ano anterior. Assim, a corrente de comércio, que soma exportações e importações, chegou ao recorde de US$ 40,95 bilhões, também 16,3% maior frente a 2021.

No mês de dezembro, as exportações catarinenses totalizaram US$ 899 milhões, com recuo de -4% frente ao mesmo mês de 2021. As importações somaram US$ 2,4 bilhões e cresceram 6,8% na mesma comparação.

Os dados, divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (Mdic), mostram também que SC respondeu por 3,62% do total faturado com exportações pelo Brasil em 2022 e por 10,63% das importações do país. O déficit comercial do Estado ficou em US$ 17,02 bilhões no ano passado.

As proteínas seguiram na liderança, com receita total de US$ 3,78 bilhões em exportações. Mas o Estado se destacou também com avanço de produtos industrializados, de maior valor agregado. Em 2022, SC faturou US$ 1,92 bilhão com vendas externas de carne de frango, 21,1% mais do que no ano anterior.

Em segundo lugar ficou a carne suína, com receita de US$ 1,34 bilhão, crescimento de 1,66% mais frente ao ano anterior. Além disso, o Estado vendeu outras carnes e miudezas que ajudaram no acréscimo de receita.

Entre os itens de maior valor estão os geradores elétricos e partes, que somaram US$ 770 milhões no ano, com crescimento de 47,2% ante 2021. Os motores de pistão alcançaram receita lá fora de US$ 568 milhões, 33,5% mais frente ao ano anterior.

Entre os industrializados que tiveram retração estão madeiras para móveis, com queda de 10%, além de móveis e itens para cama, que tiveram retração de 6,8%. Os maiores mercados externos de SC, em 2022, foram os Estados Unidos, com 18% do total faturado, seguido pela China, com 13,7%. Depois, vieram Argentina, Japão e México.

Adubos e carros são destaques nas importações

Devido ao impacto da guerra na Ucrânia, ao longo de 2022 Santa Catarina ampliou mais as importações de adubos e fertilizantes, com expansão de 56%. Em segundo lugar ficaram automóveis de passeio com crescimento de 49,9%. Mas os insumos industriais gerais lideraram, com importações de US$ 1,37 bilhão, seguidos por cobre, US$ 1,32 bilhão.

Via NSCTotal – Coluna Estela Benetti