Notícias

Compartilhe:

Fazer dos portos de Santa Catarina um exemplo nacional de competitividade é um dos objetivos do Governo do Estado e da SCPar, braço estatal com participações em empreendimentos, incluindo os terminais portuários de Imbituba e São Francisco do Sul. O primeiro passo foi dado nesta quinta-feira, 16, com a realização do 1º Fórum Catarinense do Setor Portuário, no auditório da Secretaria de Estado da Administração. Representantes dos cinco portos catarinenses participaram do evento, que terá novas edições.

A intenção é melhorar a integração e o crescimento mútuo da movimentação em todos os portos. “É uma reunião de trabalho referente à agenda responsável pelo desenvolvimento econômico de Santa Catarina. É o momento de aquecer o setor com discussões, compreender os gargalos. A ideia é unir forças integrar os dirigentes dos maiores portos catarinenses e fomentar o crescimento”, explica o presidente da SCPar, Gustavo Salvador Pereira.

>>> Mais imagens na galeria

A SCPar, em nome do Governo do Estado, pretende fomentar o setor portuário, criando inclusive um marco regulatório para os portos públicos do Estado. “Nossos portos já são competitivos, mas há espaço para melhorar ainda mais”, resumiu o presidente da SCPar.

No decorrer do Fórum, os presidentes das empresas portuárias expuseram a situação atual e as estratégias para o futuro.
O evento teve a participação dos presidentes Jamazi Ziegler (Imbituba), João Batista Furtado (São Francisco do Sul), Cassio Shreiner (Itapoá), Marcelo Werner Salles (Itajaí) e Osmari de Castilho Ribas (Portonave), dirigentes e colaboradores dos portos. Nas próximas edições, especialistas serão convidados para tratar de temas específicos de interesse do setor.

No começo da tarde, antes do 1º Fórum Catarinense do Setor Portuário, os presidentes dos portos catarinenses se reuniram com o governador Carlos Moisés na Casa d’Agronômica e ouviram um apelo pela integração do sistema portuário catarinense. Segundo o governador, embora haja concorrência entre os terminais, é necessário lutar pelas causas comuns a todos.


Foto: Júlio Cavalheiro/Secom

“Estar juntos aqui já é um sinal de que todos querem contribuir para o desenvolvimento do nosso Estado. Fico muito feliz com essa iniciativa. É preciso ter em mente que, quando Santa Catarina cresce, todos ganham”, salientou Moisés.

Em 2018, os portos instalados em Santa Catarina movimentaram 44,5 milhões de toneladas, o que corresponde a 4% da movimentação de todos os portos do país. Os terminais da Portonave e Itapoá ocupam a quarta e a quinta posição, respectivamente, no ranking nacional de movimentação de contêineres.

 

Via Governo do Estado de SC