Notícias

Compartilhe:

Esta quinta-feira (19) será o “Dia D” para as finanças do Estado. A coluna apurou que o secretário da Fazenda, Cleverson Siewert, apresentará ao governador Jorginho Mello (PL) e a a um grupo de secretários o resultado do pente-fino nas contas que foi feito ao longo dos últimos meses, desde o período de transição.

A reunião ocorrerá na Casa D´Agronômica, mas o assunto é mantido em absoluto sigilo, assim como o resultado da análise. A expectativa é que o governo torne as informações públicas ao longo das próximas semanas.

O foco do levantamento é contrapor o cenário apresentado pelo governo Moisés, que destacou a saúde financeira do Estado após revisão de contratos, e previu um oramento recorde em Santa Catarina em 2023, levando em conta a arrecadação.

O cenário é colocado em dúvida pelo governo Jorginho – o governador inclusive falou a respeito na posse, dizendo que a situação não era “essa belezura toda”. Um dos motivos é a queda de arrecadação em SC nos últimos meses, decorrente da redução de alíquota de ICMS dos combustíveis, telecomunicações e energia elétrica. O Estado perde R$ 300 milhões por mês.

Há ainda outros fatores na balança, como benefícios fiscais concedidos pela Alesc ao longo do ultimo ano, e os reajustes do funcionalismo público, que aumentou a folha de pagamento. Outro ponto que a Fazenda deve colocar no relatório é a situação atípica vivida pelos estados durante a pandemia, quando houve maior aporte de recursos federais e o pagamento das dívidas com a União foi suspenso.

Via NSCTotal – Coluna Dagmara Spautz