Notícias

Compartilhe:

Santa Catarina é o único estado no Brasil que pode dizer que a taxa de desemprego está abaixo da maioria dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, a OCDE. O índice de 4,5% no Estado, divulgado pelo IBGE, é inferior ao de 24 das 38 nações que compõem o grupo.

A comparação é com os dados de desemprego levantados pela Organização Internacional do Trabalho (OIT). Já o Brasil não aparece tão bem na foto quando comparado aos países mais desenvolvidos. Apenas cinco nações que integram a OCDE têm taxa de desemprego maior que a brasileira, que ficou em 11,1% no primeiro trimestre.

A taxa média de desemprego da OCDE é de 5,1% – mais baixa do que em fevereiro de 2020, antes do início da pandemia de Covid-19, quando o índice era de 5,3%.

Taxas de desemprego menores que a de SC

República Checa – 2,3%

Japão – 2,6%

Polônia – 2,8%

Coréia – 3,1%

Alemanha – 3,2%

Países Baixos – 3,5%

Eslovênia – 3,7%

Islândia – 3,7%

Hungria – 3,8%

México – 3,9%

Nova Zelândia – 3,9%

Reino Unido – 4%

Estados Unidos – 4,1%

Dinamarca – 4,3%

Taxas de desemprego maiores que a de SC e menores que a do Brasil

Israel – 4,7%

Noruega – 4,8%

Luxemburgo – 4,9%

Suíça – 4,9%

Austrália – 5%

Estônia – 5,2%

Áustria – 5,4%

Irlanda – 6%

Portugal – 6%

Canadá – 6,1%

Bélgica – 6,2%

Eslováquia – 6,2%

Finlândia – 6,8%

Letônia – 7,1%

França – 7,5%

Lituânia – 7,7%

Suécia – 7,7%

Chile – 8,2%

Itália – 9,5%

Taxas de desemprego maiores que a do Brasil

Colômbia – 13,1%

Espanha – 13,5%

Turquia – 14%

Grécia – 14,8%

Costa Rica – 17,1%

Via NSCTotal – Coluna Dagmara Spautz