Notícias

Compartilhe:

A forte geração de empregos em Santa Catarina resultou em uma queda expressiva no índice de desocupação no quarto trimestre de 2021. Dados divulgados pelo IBGE nesta quinta-feira, 24, apontam que a taxa catarinense está em 4,3%, o que representa um recuo de 1 ponto percentual em relação ao trimestre anterior. Com isso, Santa Catarina mantém o menor índice de desemprego do país. Nacionalmente, o percentual está em 11,1%.

O governador Carlos Moisés destaca que o resultado representa pleno emprego. O IBGE também confirmou que o estado tem o maior percentual de trabalhadores do setor privado com carteira assinada: 87,9%. Nacionalmente, a taxa é de 73,5%.

“Santa Catarina tem hoje a sua menor taxa de desemprego em muitos anos. Isso é fruto da resiliência do setor produtivo e da segurança jurídica para se investir aqui. O Governo do Estado tem atuado lado a lado com os empreendedores, especialmente nesse período de pandemia. O resultado do IBGE nos deixa muito felizes e temos a convicção de que veremos esse índice cair ainda mais ao longo de 2022. Nossa economia é forte e diversificada”, aponta o chefe do Executivo estadual.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Luciano Buligon, lembra que o IBGE também apontou que o estado possui a menor taxa de informalidade no mercado de trabalho. Isso garante o direito dos trabalhadores e uma maior segurança para os investidores.

“Em apenas um trimestre, tivemos um aumento de 230 mil pessoas na população ocupada. Isso representa um aumento proporcional de 6,4%. É algo muito significativo. Vale destacar também que a nossa taxa de desemprego é menos da metade da média nacional. Em Santa Catarina, nós cuidamos da saúde das pessoas e também do emprego durante essa pandemia. Isso é muito importante”, diz Buligon.

Via Governo do Estado de SC