Notícias

Compartilhe:

A caminho de Santa Paulina

Nos objetivos, quando traçados e planejados, a tendência é que sejam bem-sucedidos. Em qualquer circunstância, precede-se ao sucesso uma boa estratégica. Assim é a preparação de peregrinos para qualquer jornada a enfrentar. As estruturas mental, física, espiritual, financeira, e tantas outras, são importantes para que permitam o equilíbrio do antes, durante e após o percurso.

Com tais propósitos, ontem (22/3), dez peregrinos iniciaram grande jornada, após a celebração da santa missa com bênção dos cajados, no Santuário de São Leopoldo (RS). Eles têm em seus propósitos caminhar por 687 km, durante 26 dias, chegando em 15 de abril, Sexta-feira Santa, à localidade de Vígolo, Nova Trento (SC).

Reforçando o planejamento para que não se torne aventura, um roteiro foi desenvolvido para que peregrinas e peregrinos possam se orientar desbravando estradas, caminhos e trilhas com segurança e tranquilidade. Não deixa de ser uma forma de compartilhamento das experiências e ensinamentos dos que precederam.

Testemunhos
Dom João Francisco Salm (bispo entre Tubarão e Novo Hamburgo – como se intitula), que vivenciou a peregrinação num domingo de Ramos na localidade de São Luiz, premia com texto de profunda reflexão fazendo que se volte à introspecção, compreendendo o significado de peregrinação, até o fim dos tempos. Depoimentos dos precursores (doutores Irmoto Feuerschuette e Volnei Pereira), relatando os desafios e a força de vontade em se atingir o objetivo, assim também nas palavras de dona Eluisa, que pelas mãos divinas obteve o milagre da cura através de devoção à madre Paulina, enriquecem a cartilha. Na sequência, o breve relato detalhando as razões das criações dos caminhos: das Santas e, posteriormente, o do Sul.

Duas décadas de caminhada 
O caminho, que teve a iniciativa de quatro médicos, não aconteceu em 2020 pela fatalidade da pandemia da covid-19. Neste ano, celebra-se o 20º aniversário. Que tantas outras décadas possam ser comemoradas por pessoas desprendidas, amantes da natureza e devotas aos reverenciados, como Santa Paulina.

Segurança jurídica 
Recente decisão do Supremo Tribunal Federal definiu que, para encaminhamento da representação fiscal ao Ministério Público referente a crimes contra a ordem tributária e previdência social, somente após esgotado todo o processo administrativo fiscal para constituição do crédito tributário. Para os defensores, segundo o Código Tributário Nacional, o lançamento tributário pode ser alterado após a notificação do contribuinte, uma vez que, em caso de impugnação, instaura-se o processo administrativo tributário e, apenas ao fim deste, é que o lançamento se torna definitivo para a administração, inclusive para fins de cobrança. Resumem os defensores que a decisão diminui a pressão fiscal à sistemática. E concluiria que também se evitam transtornos fundamentando bem o ato fiscal, dando-lhe segurança jurídica.

Fazenda em festa 
Na última segunda-feira, a secretaria de Estado da Fazenda de SC celebrou 185 anos de existência. A segunda instituição mais antiga de SC (Polícia Militar é a primeira) foi criada em 21 de março de 1837, como Provedoria da Província. Aos que antecederam desbravando, aos que fazem parte criando e inovando e aos que, no futuro, darão continuidade aos importantes processos, sem se esquecer do mais importante, as pessoas, os parabéns deste colunista, que orgulhosamente se inclui nos 38 anos a ela dedicados.

Refletindo
“Nunca, jamais desanimeis, embora venham ventos contrários”. Santa Paulina. Ótima semana!

Por Pedro Hermínio Maria – Auditor Fiscal da Receita Estadual de SC